17 de novembro de 2013

Casagrande e seus demônios

Poeta Tulio Rodrigues

Gosto de histórias de superações! Pessoas que vencem obstáculos na vida têm mais a passar ao próximo. Confesso que nunca prestei a atenção devida em Casagrande. O acidente que o ex-jogador e hoje comentarista sofreu em 2007 me chamou a atenção pela tragédia e por ele ser vitima de dependência química.

O título da biografia de Casagrande me chamou a atenção: “Casagrande e seus demônios”. Rapidamente o livro se tornou o meu objeto de desejo. O livro foi escrito pelo próprio Casagrande em parceria do jornalista Gilvan Ribeiro. O livro não respeita uma ordem cronológica para contar a história do Casão, ele vai a cada capítulo remetendo-se a fatos importantes da sua vida. A biografia não é nem um pouco polêmico como o título parece e nem mesmo chapa branca. É uma biografia corajosa!

Os primeiros capítulos são sobre o fundo do poço que a droga empregou a Casagrande. Demônios a solta o perseguem pelo efeito ilusório das drogas. Ao ler, parece que aquele pesadelo não vai ter fim, porém, mais adiante há um pedido de ajuda. Ação crucial para o inicio da liberdade de Casagrande. Isso ocorre um pouco antes do acidente que podemos dizer que foi o divisor de águas em sua vida.

À revelia, Casagrande se internou. E como o livro mostra os primeiros meses recolhido, não foi fácil. Casagrande resistiu por algum tempo ao programa adotado pela clinica. Casagrande ficou quase oito meses sem poder receber a família, tinha que cumprir tarefas e demais regras. Saiu exatamente após um ano internado. Casão vem conseguindo superar a dependência química!

O livro também nos mostra detalhes da carreira de Casagrande. O início no Corinthians, a rápida ascensão para o sucesso ainda aos dezoito anos, sua rápida passagem pelo São Paulo, Flamengo e sua temporada jogando pela Europa. Há questões polêmicas como o doping a que teve que se submeter na Europa e as lesões que o fizeram abreviar a sua carreira de jogador profissional. A sua experiência pela Seleção Brasileira também é interessante principalmente pela sua relação com Telê Santana.

Aliás, o relacionamento de Casagrande com algumas personalidades do esporte é destacado. A relação com Sócrates. A profunda amizade ao distanciamento por causa do comportamento do amigo. A reaproximação anos depois antes da morte do Magrão. A conturbada relação com o ex goleiro Leão também merece um capítulo a parte. A personalidade de Leão contrasta com a de Casagrande. Duas personalidades fortes, mas ao invés de grandes polêmicas, o livro mostra situações até engraçadas. 

Para que eu não me estenda mais sobre o livro e diga logo a vocês para lê-lo, vale ressaltar o lado político de Casagrande. Uma das personagens principais da Democracia Corinthiana, Casagrande lutou ao lado de Sócrates pela democracia do Brasil ainda nos idos da ditadura. Foi fichado no DOPS. Participou como colaborador da fundação do PT e apoiou Lula.

O livro nos mostra um ser humano, um grande ser humano que e Walter Casagrande Junior. Pai, filho, marido, amigo, roqueiro, democrático, contestador, rebelde, anjo, demônio... Casagrande é múltiplo e acima de tudo admirável!!!

Título: Casagrande e seus demônios
Autor: Walter Casagrande e Gilvan Ribeiro
Gênero: Biografia e Memória
Páginas: 264
Formato: 16 cm x 23 cm
ISBN: 978-85-250-5380-0
Editora: Globo Livros


Twitter: @PoetaTulio
Facebook: Poeta Tulio Rodrigues
Instagram: instagram.com/poetatulio
Tumblr: poetatuliorodrigues.tumblr