12 de dezembro de 2009

Poesia: Sua mensagem

Poeta Tulio Rodrigues
São as águas que emolduram
a minha triste morada.
Não há cor, não há sol, não há nada
que preencha a minha solidão.

Aguardo a chegada de qualquer palavra, 
qualquer voz, qualquer movimento
que mude o panorama estático e preencha a minha solidão.

São as árvores que colorem
as cores do meu triste dia.
Vejo um imenso vazio
que preenche a minha solidão.

Aos poucos perco a esperança
de que algo novo aconteça.
Nada pode mudar a rotina
que preenche a minha solidão.

O que fazer de mim agora?
Aguardei por muito tempo essa notícia,
tenho até miragem e o mar não traz
poesia, não me traz a sua mensagem...


Tulio Rodrigues


Twitter: @Poetatulio