Poesia: Não pare

Meu coraçãosem força,na forca,descompassado e sem bombeação. O mundo é grandepara um pequeno coração.Veias entupidas, que alardepra um bazar sem emoção. Até quando há de agüentartanta alegria e tristeza,a sensação do mar,a energia da natureza? O cigarro, antigo amigoagora é alerta pro perigo.Que fazer agora?!Dar-me um de açotodo de presentecomo era outrora revestido por um …

Poesia: O meu chamado

Um som estridor no permeio de minha alma surgiu como uma cólera latente e atroz que me chamava para os cânticos líricos, levando-me à redoma eterna dos deuses da poesia. E fui, fui numa voluptuosidade para um mundo espectro como um novel totalmente virgem. Porém já estava púbere pra cair descarnado a toda forma poética …