9 de janeiro de 2013

Poesia: Tua loucura

Poeta Tulio Rodrigues



Reparo abruptamente o teu sorriso 
e admiro-o sem ter medo, sem ter siso! 
Deslumbro-me de fato por tua imagem 
seduzida por tenra escuridão 
e exprimindo uma frágil emoção, 
fachos de luzes sutis se desfazem! 

Pousas sentada reta, alva, serena... 
Não há no mundo outra mais linda cena! 
Teu corpo, ah o teu corpo tão formoso! 
Quero poder tocá-lo, e mais senti-lo, 
quero poder tentá-lo e possuí-lo 
como louco, um insano e poderoso! 

E assim jaz como a flor desses meus sonhos! 
Fazes felizes, olhos tão tristonhos, 
fazes de mim teu homem, teu escravo! 
Porém, tudo não passa de irreal 
causando em mim um corte desleal, 
uma ferida que só eu mesmo cravo! 

Trágico poder ver-te, mas não amar-te... 
Triste ter voz e não poder cantar-te! 
És só tu a arte, a obra sem valor, 
és tu minha beleza inalcançável, 
és tu o meu amor imensurável 
e eu só queria ser o teu beija-flor! 

Teu pescoço, tua pele, tua loucura... 
Tu és a imagem, tu és minha cura... 
O meu amor excêntrico e estático! 
Venha, pegue-me, acerte-me teus beijos, 
concretize os meus sonhos, meus desejos, 
venha ser minha num momento mágico! 

E agora o que fazer preso contigo? 
Sem tua imagem a vida é um castigo, 
o meu caminho muda, desgoverna, 
eu não sou eu, sou louco, sou ninguém, 
mas tendo-te comigo, eu sigo além 
para viver da sua lembrança eterna!

Autor: Tulio Rodrigues

Twitter: @PoetaTulio