25 de dezembro de 2012

Soneto: A mulher da minha vida





Ela me embalou mil vezes nos braços, 
é quem inicia a minha vil história,
é quem estará sempre na memória,
é quem me prende sempre por mil laços...

6 de dezembro de 2012

Soneto - Oscar - Homenagem a Niemeyer

A poesia tem formas mais diversas
de ser feita, moldada e esculpida!
Por vezes pode traduzir a vida
em cores, curvas, prosas e conversas!

A poesia que vem e nos convida
é tão linda e parecem taças persas,
antigas formas raras e submersas
que Oscar traça, desenha... Enfim, lapida!

Oscar, ateu, poeta, comunista,
gênio de sentimento propagado
por traços nobres, traço traçado

com esmero tão puro de um flautista!
Quero aqui registrar meu obrigado
Niemeyer, o eterno centenário artista!

Tulio Rodrigues





Twitter: @PoetaTulio
Tumblr: poetatuliorodrigues.tumblr.com

TulioCast11 - Vinícius de Moraes e Jorge Luiz Vargas



O TulioCast é um programa de Poesia e música. Terá sempre como grande homenageado um poeta clássico e poetas contemporâneos. A ideia é de no futuro ter a cada Podcast um tema. O TulioCast é um pequeno programa de poesia divido em três blocos. A cada intervalo entre um bloco e outro será sempre com música da melhor qualidade. Venha conferir!

11 de novembro de 2012

DVD "Na Carreira" - Chico Buarque - Próximos passos

Neste vídeo, Chico fala do seu trabalho pós-CD e turnê. Disse que fez uma letra inédita para uma música de Wilson das Neves.

Chico pretende não fazer mais música agora, mas não descarta faer um novo disco num intervalo menor.

Confere aí!


28 de outubro de 2012

Bastidores - Clipe do novo DVD "Na carreira" de Chico Buarque

Bastidores é sem dúvidas um dos maiores sucessos da carreira de Chico, porém a música é também marcada pela grande interpretação de Cauby Peixoto.

Ao contrário do que muitos pensam, a canção não foi composta para Cauby gravar. Como o próprio Chico afirmou em entrevista para Rádio Eldorado em 1989, a canção foi feita para a sua irmã Cristina gravar, mas para atender um pedido do amigo Tarso de Castro que pediu uma música a Chico para Cauby gravar em um disco que produzia e sem ter nada de novo naquele momento, Chico entregou a canção ao amigo. O disco de Cauby foi lançado primeiro que o de Cristina e como o próprio Chico afirma: "Ele encarnou".

A canção foi composta em 1980 para o disco "Vida"



Twitter: @PoetaTulio

Tumblr: www.poetatuliorodrigues.tumblr.com

27 de outubro de 2012

DVD "Na Carreira" - Chico Buarque - Recepção do público

Neste vídeo, Chico fala da recepção do público durante a turnê pelo Brasil. Ressalta também como é a recepção do público num teatro, numa casa e show, e do comportamento do tocedor em cada região do país.

20 de outubro de 2012

TulioCast10 - Raimundo Correia e Gilberto Maha

O TulioCast é um programa de Poesia e música. Terá sempre como grande homenageado um poeta clássico e poetas contemporâneos. A ideia é de no futuro ter a cada Podcast um tema. O TulioCast é um pequeno programa de poesia divido em três blocos. A cada intervalo entre um bloco e outro será sempre com música da melhor qualidade. Venha conferir!

14 de outubro de 2012

13 de outubro de 2012

Geni - Clipe do novo DVD "Na carreira" de Chico Buarque


"Geni e o Zepelin" para a peça "Ópera do Malandro" de autoria do próprio Chico. Umas das curiosidades é que a música jamais teve um registro ao vivo, Chico nunca havia tocado a canção num show. A canção foi composta em 1977 e vale a pena conferir o clipe, pois além da linda canção, o jogo de luz deu um verdadeiro show. Confere aí:



De tudo que é nego torto
Do mangue e do cais do porto
Ela já foi namorada
O seu corpo é dos errantes
Dos cegos, dos retirantes
É de quem não tem mais nada
Dá-se assim desde menina
Na garagem, na cantina
Atrás do tanque, no mato
É a rainha dos detentos
Das loucas, dos lazarentos
Dos moleques do internato
E também vai amiúde
Co'os velhinhos sem saúde
E as viúvas sem porvir
Ela é um poço de bondade
E é por isso que a cidade
Vive sempre a repetir
Joga pedra na Geni
Joga pedra na Geni
Ela é feita pra apanhar
Ela é boa de cuspir
Ela dá pra qualquer um
Maldita Geni

Um dia surgiu, brilhante
Entre as nuvens, flutuante
Um enorme zepelim
Pairou sobre os edifícios
Abriu dois mil orifícios
Com dois mil canhões assim
A cidade apavorada
Se quedou paralisada
Pronta pra virar geleia
Mas do zepelim gigante
Desceu o seu comandante
Dizendo –- Mudei de ideia

– Quando vi nesta cidade
– Tanto horror e iniquidade
– Resolvi tudo explodir
– Mas posso evitar o drama
– Se aquela formosa dama
– Esta noite me servir
Essa dama era Geni
Mas não pode ser Geni
Ela é feita pra apanhar
Ela é boa de cuspir
Ela dá pra qualquer um
Maldita Geni

Mas de fato, logo ela
Tão coitada e tão singela
Cativara o forasteiro
O guerreiro tão vistoso
Tão temido e poderoso
Era dela, prisioneiro
Acontece que a donzela
– e isso era segredo dela –
Também tinha seus caprichos
E a deitar com homem tão nobre
Tão cheirando a brilho e a cobre
Preferia amar com os bichos
Ao ouvir tal heresia
A cidade em romaria
Foi beijar a sua mão
O prefeito de joelhos
O bispo de olhos vermelhos
E o banqueiro com um milhão
Vai com ele, vai Geni
Vai com ele, vai Geni
Você pode nos salvar
Você vai nos redimir
Você dá pra qualquer um
Bendita Geni

Foram tantos os pedidos
Tão sinceros, tão sentidos
Que ela dominou seu asco
Nessa noite lancinante
Entregou-se a tal amante
Como quem dá-se ao carrasco
Ele fez tanta sujeira
Lambuzou-se a noite inteira
Até ficar saciado
E nem bem amanhecia
Partiu numa nuvem fria
Com seu zepelim prateado
Num suspiro aliviado
Ela se virou de lado
E tentou até sorrir
Mas logo raiou o dia
E a cidade em cantoria
Não deixou ela dormir
Joga pedra na Geni
Joga bosta na Geni
Ela é feita pra apanhar
Ela é boa de cuspir
Ela dá pra qualquer um
Maldita Geni


Twitter: @PoetaTulio

Tumblr: www.poetatuliorodrigues.tumblr.com

12 de outubro de 2012

DVD "Na carreira" - Chico Buarque - Seleção do repertório


Chico fala como foi a seleção do repertório para o show, sobre as músicas que nunca tocou no palco e o resultado final da seleção.



Twitter: @PoetaTulio

Tumblr: www.poetatuliorodrigues.tumblr.com

9 de outubro de 2012

Teresinha - Clipe do novo DVD "Na carreira" de Chico Buarque


 "Teresinha" é com certeza um dos maiores sucessos de Chico Buarque. Indispensável em qualquer show, a canção foi composta para a peça "A ópera do malandro" entre 1977 e 1978. A canção também tem um registro marcante na voz de Maria Bethânia.




O primeiro me chegou
Como quem vem do florista
Trouxe um bicho de pelúcia
Trouxe um broche de ametista
Me contou suas viagens
E as vantagens que ele tinha
Me mostrou o seu relógio
Me chamava de rainha
Me encontrou tão desarmada
Que tocou meu coração
Mas não me negava nada
E, assustada, eu disse não

O segundo me chegou
Como quem chega do bar
Trouxe um litro de aguardente
Tão amarga de tragar
Indagou o meu passado
E cheirou minha comida
Vasculhou minha gaveta
Me chamava de perdida
Me encontrou tão desarmada
Que arranhou meu coração
Mas não me entregava nada
E, assustada, eu disse não

O terceiro me chegou
Como quem chega do nada
Ele não me trouxe nada
Também nada perguntou
Mal sei como ele se chama
Mas entendo o que ele quer
Se deitou na minha cama
E me chama de mulher
Foi chegando sorrateiro
E antes que eu dissesse não
Se instalou feito um posseiro
Dentro do meu coração

Twitter: @Poetatulio

Tumblr: www.poetatuliorodrigues.tumblr.com

8 de outubro de 2012

DVD "Na carreira" - Chico Buarque - O título


Neste vídeo, Chico fala da dificuldade para dar um título ao novo DVD e do processo de escolha até chegar ao nome "Na carreira".




Twitter: @Poetatulio

6 de outubro de 2012

DVD "Na carreira" - Chico Buarque - A evolução de um show


Chico fala sobre a evolução de um show tanto musical quanto nos detalhes do palco. No vídeo, Chico fala também de detalhes que evoluíram em seu último show.




Twitter: @Poetatulio

4 de outubro de 2012

Ana de Amsterdam - Clipe do novo DVD "Na carreira" de Chico Buarque

  
Como prometido, hoje venho com o clipe da música "Ana de amsterdam" do novo DVD de Chico Buarque "Na carreira.
 
A música foi feita em parceria do dramaturgo e seu parceiro na peça "Calabar: o elogio da traição", Ruy Guerra. A música, aliás, foi feita para esta peça entre os anos de 72 e 73.
 
A música fez parte também do repertório do disco histórico gravado ao vivo com Caetano Veloso em 1972 no teatro Castro Alves, na Bahia.
 
 



Sou Ana do dique e das docas
Da compra, da venda, da troca das pernas
Dos braços, das bocas, do lixo, dos bichos, das fichas
Sou Ana das loucas
Até amanhã
Sou Ana, da cama
Da cana, fulana, bacana (sacana)*
Sou Ana de Amsterdam

Eu cruzei um oceano
Na esperança de casar
Fiz mil bocas pra Solano
Fui beijada por Gaspar

Sou Ana de cabo a tenente
Sou Ana de toda patente, das Índias
Sou Ana do Oriente, Ocidente, acidente, gelada
Sou Ana, obrigada
Até amanhã, sou Ana
Do cabo, do raso, do rabo, dos ratos
Sou Ana de Amsterdam

Arrisquei muita braçada
Na esperança de outro mar
Hoje sou carta marcada
Hoje sou jogo de azar

Sou Ana de vinte minutos
Sou Ana da brasa dos brutos na coxa
Que apaga charutos
Sou Ana dos dentes rangendo
E dos olhos enxutos
Até amanhã, sou Ana
Das marcas, das macas, das vacas, das pratas
Sou Ana de Amsterdam

* termo original vetado pela censura


Twitter: @Poetatulio

Tumblr: www.poetatuliorodrigues.tumblr.com

3 de outubro de 2012

Lançamento do novo DVD de Chico Buarque: "Na carreira" ao vivo



Após lançar o CD "Na carreira" ao vivo que traz o áudio do que rolou em sua turnê "Chico" iniciada em 2011, Chico Buarque lança agora o seu novo DVD com registro deste show. O site Chicobastidores.com.br vem fazendo como no lançamento do disco Chico do ano passado, divulgando a cada dia um vídeo com depoimentos de Chico e imagens do show. Aqui no blog como foi feito com o laçamento do Cd, vamos divulgando o que for sendo divulgado por lá. Abaixo, os vídeos que já foram divulgados. Um com o clipe de Baioque e Cálice, ourtro com Chico falando sobre sempre acharem que o atual show dele é o último e o terceiro em que Chico fala sobre a enegia de estar no palco.

O mais recente projeto ao vivo de Chico ganha versão em DVD (com making of) e Blu-ray (com o documentário inédito "O dia voa" de Bruno Natal, gravado nos estúdios da Biscoito Fino em 2011). O projeto intitulado "Na carreira" é uma celebração da volta deste grande artista aos palcos revisitando clássicos como "Todo Sentimento", "Bastidores", "Baioque", "O meu amor/Teresinha", "Anos Dourados" entre outros.

Baioque/Cálice:



O último show:



A energia do "ao vivo:



Twitter: @PoetaTulio

Tumblr: http://poetatuliorodrigues.tumblr.com/

2 de outubro de 2012

Meu voto é nulo e o seu?







 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 







Gostaria muito de saber qual o critério que as pessoas estão usando para escolher os seus candidatos. Muito mesmo! Gostaria poder perguntar a cada um: Por que você vai votar neste candidato? O que ele disse que irá fazer que levasse você a votar nele? Uma pena não poder fazer isso!

Em meu texto sobre voto que publique aqui no blog sob o título de “Voto nulo” continua refletindo o que irei fazer nessas eleições municipais: Anular o voto! Nada aconteceu para que eu mudasse de ideia. Pra mim é tudo manipulado, falam para enganar o povo com promessas vagas e depois vão todos sumir! Mas o que mais me deixa chateado é que parece que o povo não percebe isso, não faz nada para mudar o quadro. Isso é lamentável!

Eu não protestarei votando em um candidato espécie Tiririca. Jamais! Nada contra a pessoa, mas não posso brincar com meu dinheiro, com minha condição de vida, profissional, educacional e de saúde! Minha indicação vai na anulação do voto! Minha insatisfação não é só com a política de minha cidade, mas do Brasil inteiro. Como pode um povo de qualquer estado que seja eleger Collor como Senador? Como? Me respondem? O cara foi o maior corrupto, causou prejuízo ao povo, sofreu um impeachment e mesmo assim foi eleito Senador! Como? Não posso entender o povo!

O Collor, me lembro mesmo que vagamente, ganhou votos por sua beleza. As mulheres suspiravam com a face e o angelical do candidato que depois se mostrou um lobo! O povo que foi às ruas pedir a sua saída, o colocou de novo no poder. Eu banco, você e todo cidadão, o salário e as regalias do Collor como de muitos outros candidatos corruptos. Nós pagamos os deputados que votaram a favor de um aumento de salário absurdo, nós bancamos a CPI do Mensalão cujos grandes envolvidos são pessoas que na época da ditadura brigavam pela democracia e eram oposição ferrenha a todos os governos pré-Lula!

A prefeita da minha cidade, a Srª Aparecida Panisset, que ganhou o meu voto em sua primeira candidatura, fez uma maquiagem nas praças da cidade, mais outra maquiagem em hospitais, porém, fraudou licitações do PAC, o seu irmão foi envolvido em corrupção com a Secretaria da saúde da cidade dada por ela mesma e mesmo assim, andam em carro aberto pela cidade com um bando de gente correndo atrás da trupe e de seu candidato no qual ela quer eleger. Não adianta fazer praça se o povo não tem trabalho, não adianta bradar que reformou o hospital se não tem médico, não adianta pintar colégio se não houver professores, não adianta ter refinaria próxima a Cidade se o povo não tem qualificação para trabalhar lá. Não adianta mexer na estrutura se o sistema não tiver investimento, se o professor não ganhar o suficiente, o policial e por aí vai! Não adianta! Ai de quem não tem um plano de saúde e depende de hospital público em São Gonçalo! Isso se estende em muitas outras cidades de nosso Brasil!

Não aceito mais ser boneco de ventríloquo nas mãos de quem pouco importa em investir em educação segurança e saúde; condições básicas de sobrevivência para todo ser humano! Enquanto a politica do Brasil for toda essa sujeira, manterei o meu voto nulo. Chega de desordem com o povo, chega de descaso com o cidadão! Chega de descaso com quem paga o salário de todas as autoridades políticas desse país!

*“O pecado capital do capitalismo é a injustiça social. Isso quando nós falamos em termos morais. Em termos práticos, o pecado é que o capitalismo é um sistema que desenvolveu um mundo que precisa de administração e planejamento global – mas o próprio capitalismo não pode prover esta administração e este planejamento. O capitalismo, então, deixa o mundo com sérios e crescentes problemas, para os quais não encontra soluções”.

 *Eric Hosbawm
 
 
Twitter: @PoetaTulio
 

22 de setembro de 2012

Tulio Rodrigues no Tumblr























Agora estou também no Tumblr! Espaço em que vou falar de tudo e dando um foda-se ao falso moralismo! Irei falar sem censura e sem medo!

Nesse blog vou falar de tudo que sentir vontade falar, postar fotos, vídeos e o que mais me der vontade.

Pra mim sexo não é tabu, porra e caralho não são palavrões, poesia é muito além de palavras e música é tudo aquilo que toca o ser-humano.

Quem quiser conferir, é só acessar: http://poetatuliorodrigues.tumblr.com/



Twitter: @PoetaTulio

20 de setembro de 2012

Conhecendo Lobão!



Muitas vezes na vida, julgamos as pessoas por sua aparência, pelo que ela fala quando estamos dispostos a ouvir, mas nunca pelo que realmente elas são. Já julguei e claro que também já fui julgado. Isso é quase ou é um pré-conceito daquilo que desconhecemos por muitas vezes nem querermos conhecer na verdade.

Ultimamente tenho assistido a algumas entrevistas do Lobão. Primeiramente era para ver suas polêmicas criticas ao meio musical, ao Rio de Janeiro e aos ícones da música popular brasileira. Depois passei a ver com mais atenção e vi que o Lobão é um cara muito inteligente, sabe o que fala e tem bastante conhecimento de múltiplas coisas.

Outra coisa que me chamou atenção foi a sua autobiografia. Vi diversas entrevistas dele falando sobre o livro e sua história de vida me chamou mais atenção ainda. Sou um cara que gosta de histórias de superação e a história do Lobão não deixa de ser uma história de um cara que buscou superar obstáculos. Fora tudo isso, fui me identificando com a sua história e até mesmo seus sentimentos.

Identifiquei-me com relação a seus sentimentos na questão familiar, na sua relação com as drogas, suas experiências espirituais e suas superações de um modo geral.

Deixo bem claro que não concordo com tudo que Lobão fala, mas entendo um pouco do que ele diz quando critica a Bossa-Nova, Chico Buarque, Caetano Veloso e muitos dos novos artistas de nossa música. Com relação a Bossa-Nova, vejo que ele quer dizer para que deixemos de querer continuar revivendo e ressuscitando o estilo musical iniciado por Tom e Vinicius e que devemos buscar coisas novas, criar novos estilos.

Concordo em partes com o Lobão com relação às criticas relacionadas ao lado cultural do Rio de Janeiro. Não tenho propriedade para falar sobre o lado musical, mas sobre o lado literário sim. São Paulo é muito efervescente na literatura que o Rio de Janeiro. Em São Paulo há diversos eventos e pessoas agitando a literatura no estado. No Rio, claro, tem seus eventos e movimentos, mas é bem menor que São Paulo.

Ninguém agrada a todo mundo e com Lobão não seria diferente. Mas é bom saber que o cara é humano, que sente dor, que chora e já passou por muitas coisas que outros já passaram também.



Nunca fui um fã do Lobão, mas sempre gostei de seus principais sucessos musicais. Hoje posso dizer que venho me aprofundando em sua obra musical e já constatei que o cara é bom demais. O disco que mais venho ouvindo em casa, no trabalho é o Acústico MTV que ganhou o Grammy da música. O disco é muito bom mesmo. O livro do Lobão eu já comprei, falta somente chegar, mas tenho certeza que será uma leitura que vai me agradar bastante.

Hoje o posso dizer que sou fã do músico e do ser humano Lobão! Fim ao pré-conceito!


Livro 50 anos a mil


Twitter: @PoetaTulio

19 de setembro de 2012

TulioCast9 - Alberto de Oliveira e Basilina Pereira

O TulioCast é um programa de Poesia e música. Terá sempre como grande homenageado um poeta clássico e poetas contemporâneos. A ideia é de no futuro ter a cada Podcast um tema. O TulioCast é um pequeno programa de poesia divido em três blocos. A cada intervalo entre um bloco e outro será sempre com música da melhor qualidade. Venha conferir!

COMUNICADO: Evento "Música com poesia" em nova casa


12 de setembro de 2012

Livre da poesia






Há algum tempo que eu ficava me perguntando se valeria a pena me desprender da poesia ou se conseguiria me expressar de outra forma que não fosse por versos. Apesar de ter flertado com outras modalidades literárias, a minha incapacidade de desenvolver algo em prosa em paralelo com os versos me “desencapacitava” a tal ponto de me bater uma impotência ardil e o bloqueio inspiratório vinha quase que naturalmente.

Outra grande dificuldade foi em como encontrar a forma de me expressar; a figura de linguagem adequada ao texto, afinal, nem tudo é igual à poesia e o tal lirismo tão presente na poesia nem sempre corresponde adequadamente quando se vai falar de certos temas. Achar as palavras que faça que um texto fosse claro, objetivo também foi outro grande problema. Desde 2006 que escrevo poesia clássica; a trova, soneto... Que a minha cabeça e as palavras se moldam a finco para a modalidade. Como me expressar sendo claro, objetivo numa linguagem de hoje?

A poesia como dizia Mario Quintana, não precisa ser entendida, mas uma história, um causo, sim! É evidente que no dia a dia, eu não uso palavras que muitas vezes escrevo! Palavras usadas num soneto não cabem para serem usadas no dia a dia. Quero dizer que se talvez, fosse conversar como escrevo, as pessoas iam ter que andar com um dicionário. A minha poesia ainda está muito longe da poesia do cotidiano que Vinícius de Moraes começou a propagar e a fazer.

Ainda não consegui modificar o meu jeito e a forma de escrever poesia, mas hoje já consigo me expressar em outras modalidades literárias falando de variados assuntos e o mais importante: Sendo claro e objetivo. Comecei com o assunto mais popular do brasileiro, falando de futebol. Não haveria outro jeito melhor, pois o futebol tem suas próprias linguagens de entendimento. O que também ajuda é que de tão popular, qualquer pessoa que ler um texto meu, consegue entender o que quero falar. Claro que dentro do nicho do futebol, há outros milhares de assuntos relacionados, mas a sua essência é transparente e isso já é o fundamental.

Hoje me sinto ‘livre’ da poesia no que diz a respeito à criação. A liberdade de criação e de expressão é de suma, fundamental. A inspiração também se condiciona a isso e por mais que seja maravilhosa a poesia, principalmente a clássica, eu, particularmente, me sentia preso. Esse exercício de poder flertar com outras modalidades da literatura me agrada. As ideias permeiam a minha cabeça e geralmente vão além mais muito além da poesia.


Tulio Rodrigues

Twitter: @PoetaTulio

4 de setembro de 2012

TulioCast8 - Safo de Lesbos e Telma Moreira



O TulioCast é um programa de Poesia e música. Terá sempre como grande homenageado um poeta clássico e poetas contemporâneos. A ideia é de no futuro ter a cada Podcast um tema. O TulioCast é um pequeno programa de poesia divido em três blocos. A cada intervalo entre um bloco e outro será sempre com música da melhor qualidade. Venha conferir!

20 de agosto de 2012

TulioCast7 - Chico Buarque e Afonso Estebanez

O TulioCast é um programa de Poesia e música. Terá sempre como grande homenageado um poeta clássico e poetas contemporâneos. A ideia é de no futuro ter a cada Podcast um tema. O TulioCast é um pequeno programa de poesia divido em três blocos. A cada intervalo entre um bloco e outro será sempre com música da melhor qualidade. Venha conferir!

5 de agosto de 2012

TulioCast6 - Vinícius de Moraes e Théo Drummond

O TulioCast é um programa de Poesia e música. Terá sempre como grande homenageado um poeta clássico e poetas contemporâneos. A ideia é de no futuro ter a cada Podcast um tema. O TulioCast é um pequeno programa de poesia divido em três blocos. A cada intervalo entre um bloco e outro será sempre com música da melhor qualidade. Venha conferir!

4 de agosto de 2012

Voto nulo

Nestas eleições votarei nulo! Pode até parecer ignorância ou desperdício, mas para mim é uma forma pessoal de protestar contra tudo de ruim que ocorre dentro da política. Não serei conivente com as coisas que vejo absurdamente feitas sem que a justiça brasileira tome as ações devidas contra a sujeira. Grande exemplo é o “Mensalão”. Precisa de mais alguma prova para comprovar a participação dos envolvidos diretos e indiretos? Por que foi preciso sete anos para se começar o julgamento?

O problema não são os partidos políticos e nem mesmo a política. O problema são as pessoas, o problema é o povo que esquece com facilidade das mazelas dessas pessoas. Eu não esqueço e nem endosso o coro para Elegê-los. Estou cansado e enjoado de políticos que aparecem de quatro em quatro anos e depois somem.

Se em cada cidade houvesse um numero grande de votos nulos, eles perceberiam que o povo está insatisfeito. Dizer que temos que escolher um candidato para votar e que temos que vigiar o trabalho que vem sendo feito chega a soar até como piada. Você tem tempo de ir a Câmara de Vereadores, ver execução de projetos, tem o telefone de prefeitos e vereadores ou tem tempo pra isso? Eu não!

Não estou aqui levantando uma bandeira ou querendo criar um movimento para que as pessoas façam o mesmo. Só estou dando a minha opinião que, aliás, nem vale muita coisa perto de quem deveria falar alguma coisa. Pode ser também que amanhã eu mude de opinião e resolva votar em alguém, pois sou como Raul Seixas e prefiro ser uma metamorfose ambulante a ter uma opinião formada sobre tudo!

O nosso país é o país da corrupção? Sim, mas quem os coloca lá? É o povo! Se você tem candidato, pense bem antes de votar, para depois não ficar reclamando e esquecendo que foi você que o colocou lá. Eles deveriam agir em torno de nossos interesses, mas sabemos que não é bem assim!

Vote consciente! Ou anule seu voto!

Twitter: @Poetatulio

28 de julho de 2012

Poesia: Sem você

Poeta Tulio Rodrigues




Quantas vezes tenho que dizer que amo você? Não sei! Às vezes até finjo entender o que sinto! Com você as coisas tem sentido e até a vida parece ter. Mas sem você tudo se perde... Nada tem sentido, nem mesmo o amor! Também não sei por que é assim! Quando estou só, tudo é confuso é até o amor o é!

Sem você, eu não sou inteiro, sou metade, sou pedaço... É como se o dia tivesse doze horas, o minuto, trinta segundos... É como se o tempo fosse contado pela metade! Sem você, eu sou céu sem estrelas, lua sem luz, fé sem Deus... Sem você sou peixe sem mar, sou terra sem grão, sou alimento sem alma e sem sabor!

Lançamento do novo cd de Chico Buarque: "Na carreira" ao vivo


Cinco anos após a sua última turnê, Chico Buarque volta com o show de lançamento de seu mais novo CD, ‘Chico’, sucesso absoluto de vendas. Embora dono de uma das carreiras mais sólidas da MPB – em 45 anos lançou mais de 40 discos, este será apenas o sexto espetáculo apresentado por ele nos últimos 36 anos. Com duração de aproximadamente 1h30, o roteiro é todo construído ao redor das dez canções que compõem o disco novo. Além delas, o artista vasculhou os mais de 400 títulos de sua obra para chegar à lista final de 30 músicas. O resultado é um show pautado por canções de todas as fases de sua carreira, desde o início dos anos 60 até hoje. O mais recente projeto ao vivo de Chico "Na carreira" ganha sua versão neste CD Duplo sendo uma celebração da volta deste grande artista aos palcos revisitando clássicos como "Todo Sentimento", "Bastidores", "Baioque", "O meu amor/Teresinha", "Anos Dourados" entre outros.

Para realizar a compra do cd na pré venda: Saraiva

Faixas do CD 1:

1. O Velho Francisco
2. De volta ao samba
3. Desalento
4. Injuriado
5. Querido Diário
6. Rubato
7. Choro Bandido
8. Essa Pequena
9. Tipo um baião
10. Se eu soubesse
11. Sem você nº 2
12. Bastidores
13. Todo o sentimento
14. O meu amor
15. Teresinha

Faixas do CD 2:

1. Ana de Amsterdam
2. Anos Dourados
3. Sob Medida
4. Nina
5. Valsa Brasileira
6. Geni e o Zepelim
7. Sou Eu
8. Tereza da Praia
9. A violeira
10. Baioque
11. Rap de Cálice
12. Sinhá
13. Barafunda
14. Futuros Amantes
15. Na carreira
Sigam-me no Twitter: @Poetatulio

24 de julho de 2012

Soneto: Resgate





Oh, Flor do céu! Oh, flor cândida e pura!
Traga sempre o encanto para amar-te,
Uma breve noção para cantar-te
todo este amor, e toda esta ternura!

Oh, flor do Céu! Remédio que me cura!
Trago agora as estrelas pra brilhar-te,
O carrossel do amor para viajar-te
neste mundo com tanta formosura!

Talvez, não tenho tanto compromisso,
pois a minha missão foi resgatar
o amor cortado por uma navalha!

Não fui covarde, nunca fui omisso...
Disse o poeta, devo confessar:
- Perde-se a vida, ganha-se a batalha!


Feito pro Desafio poético Machadiano!!!!!!!



Twitter: @Poetatulio

22 de julho de 2012

TulioCast5 - Pablo Neruda e Luna Fernandes

O TulioCast é um programa de Poesia e música. Terá sempre como grande homenageado um poeta clássico e poetas contemporâneos. A ideia é de no futuro ter a cada Podcast um tema. O programa de poesia é divido em três blocos. A cada intervalo entre um bloco e outro será sempre com música da melhor qualidade. Venha conferir!

20 de julho de 2012

Soneto: Amigo é... Homenagem aos meus amigos!





Aquele que está junto na tristeza
E que sente contigo a vossa dor,
É aquele que te acalma com leveza,
E faz da vida uma canção de amor!...

Amigo: o vosso eterno protetor,
A vossa força pura... Alva firmeza,
Terno parceiro tão acalantador,
A maestria mais rara da beleza!...

Amigo: sempre junto na labuta,
É o que não corre de qualquer perigo,
É quem vence contigo a vossa luta!...

Quem entende as palavras que vos digo
Sabe que a amizade é absoluta,
Pois carrega na vida um grande amigo!...

Tulio Rodrigues

Feliz dia do amigo!



Twitter: @PoetaTulio



18 de julho de 2012

Poesia: De mãos dadas

Poeta Tulio Rodrigues
           
                                                 

                                                           “No silêncio do vazio/
                                                           Arrastando maravilhas/
                                                           Nem vertigem, nem limites/
                                                           Daqui a pouco é outro dia”
                                                           (Kali C./Alexandre Lemos)

Noite estrelada,... Lua cheia,...
Solidão,... Quarto vazio,...
Pensamentos soltos,... Peito vazio...
É pouca a luz que me ilumina!

14 de julho de 2012

Legado de pai para filho



 
A minha família é composta em sua maioria por flamenguistas! Há vascaínos e tricolores. Se há botafoguenses, desconheço. O meu pai, José Henrique Souza da Costa é vascaíno doente! Sim, meu pai é vascaíno!

Mesmo nessa condição, meu pai foi uma das pessoas que me fizeram aflorar esse amor e essa paixão pelo Flamengo e pelo futebol. Ainda lembro-me de um domingo em 1993, no qual meu pai vibrava e torcia como nunca após o gol de Romário contra o Uruguai pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 1994. Nunca o tinha visto tão feliz. Eu tinha na época nove anos de idade.

Lembro-me também que numa ocasião, meu pai levara eu e meu irmão, esse sim, vascaíno para andarmos de barca pela primeira vez. Saímos de Niterói e quando chegamos a Praça XV, olhei maravilhado para uma banca de jornal que vendia fotos com os cartões postais da cidade do Rio de Janeiro, mas nada me chamava mais atenção do que as fotos de Zico e Junior em ação pelo Flamengo e uma com o time pentacampeão Brasileiro de 1992. Meu pai comprou todas e comprou também fotos de Roberto Dinamite, e outras do Vasco para o meu irmão, o Igor que nem sabe hoje, o nome de seu atual goleiro.

Meu pai além de vascaíno é acima de tudo um apaixonado por futebol. Contava-me histórias que me fascinava pelo futebol. As que mais me encantava era o fato dele saber de cor o grande time do Flamengo campeão mundial de 1981 e detalhes de jogos que só um flamenguista poderia saber. Ele não sabia que cada vez mais alimentava em mim uma chama Rubro-Negra, um amor que até hoje não se explica e não se mede.

Meu pai também incentivava-me a ser um leitor voraz! Comprava-me o Jornal dos Sports, O globo e lia comigo as páginas esportivas. São incontáveis as tardes de domingo em que ele levava-me para ver os jogos do Flamengo. Não no Maracanã, mas num telão perto de nossa casa. Foram muitas também às vezes em que ouvíamos os jogos do Flamengo pelo rádio. Fosse num de pilha ou em nosso três em um da época.

Em 1994, comemoramos juntos o Tetra da Seleção Brasileira que tinha um baixinho chamado Romário revelado pelo seu Vasco, mas que era recheado de Rubro-Negros: Aldair, Jorginho, Leonardo, Bebeto, Zinho e Gilmar. Vimos todos os jogos juntos!

Em 2009, no jogo contra o Grêmio na última rodada do Brasileiro em que o Flamengo decidia o título, estávamos juntos mais uma vez. Ele me disse que iria torcer para o Flamengo ser Campeão. Foi abraçado a ele que chorei após o histórico gol de Ronaldo Angelim. Não poderia o destino reservar momento melhor como aquele.

Obrigado pai por me fazer Rubro-Negro, pelas histórias mais lindas que ouvi na infância! Obrigado pai pelas lembranças jamais esquecidas e nem desbotadas de minha memória!

Espero um dia passar esse legado de amor que ultrapassa um campo de futebol, um estádio, um jogo e seus noventa minutos e que se eterniza na alma e vale mais do que qualquer rivalidade centenária para o meu filho!

Imagine nós três sentados falando de futebol?


*" E há quem diga que
- Futebol é bobagem - "



Tulio Rodrigues.


* Rica Perrone
 
 
Sigam-me no Twitter: @Poetatulio

13 de julho de 2012

Soneto: Pedro, meu filho!


Uma singela homenagem ao meu amigo José Benício, a sua família e ao pequeno Pedro que está para chegar!

Benício, espero que tenha gostado de meus singelos versos dedicado ao seu filho e do meu vídeo com algumas fotos suas e do chá de bebê!

Pedro, meu Filho!

Caminha para a vida e para o mundo
o rebento menino já sagrado
gerando em si o amor desmensurado,
amor raro, divino e tão profundo!

Divaga o tempo por tempo ditado
e esta ansiedade que nos bate fundo!
Gira o girassol, flores, ‘giramundo’,
gira o relógio pro dia marcado!

Quando chegares, traga-nos a paz,
chores forte, marcando a tua presença,
mostre pra vida o teu eterno brilho!


Saiba do sentimento que aqui jaz
e que direi pra ti com voz imensa:
- Te amo sem meio, sem fim, Pedro, meu filho! –



Sigam-me no Twitter: @PoetaTulio

27 de junho de 2012

TulioCast - Bate-bola com Gilberto Maha e Vinícius de Moraes

No programa de hoje, teremos novidades. Diferente dos outros, este é um bate-bola com o poeta e amigo Gilberto Maha. Basicamente o programa consiste em ter nós dois declamando poesia alternadamente. Aproveitando ainda, o programa de hoje conta com a participação do Vinícius de Moraes. É conferir!!

8 de junho de 2012

Poesia: Contemplação

Poeta Tulio Rodrigues
























Tu contemplas a memória vazia dos homens.
Tu mulher cuja beleza afronta o sol
e tudo o mais que se admire a felicidade!

Sim, a beleza é traço fundamental,
mas tu, mulher, vais muito e mais além
e tão alto e tanto, e tanto e tão alto!

Convite do evento "Música com poesia" de junho. Vamos?


7 de maio de 2012

TulioCast4 - Camões e Tulio Rodrigues Perlingeiro




O TulioCast é um programa de Poesia e música. Terá sempre como grande homenageado um poeta clássico e poetas contemporâneos. A ideia é de no futuro ter a cada Podcast um tema. O TulioCast é um pequeno programa de poesia divido em três blocos. A cada intervalo entre um bloco e outro será sempre com música da melhor qualidade. Venha conferir!

Convite do evento "Música com poesia" de maio. Vamos?