7 de março de 2011

Poesia: Júlia

Poeta Tulio Rodrigues
Como que tu serias traçada? Como seriam as linhas que te emoldurariam? Como seria a forma dos teus cabelos? Eu imaginava-os agitando ao vento, imaginava que neles teriam o mais doce dos perfumes. Queria poder correr contigo nos jardins mais coloridos desta vida, queria segurar as tuas mãos e protegê-la de todos os perigos. Quis, mas não pude!

Como seria a cor dos teus olhos? Com que forma seria feita a tua boca? Como seria a tua voz? Eu imaginava o brilho dos teus olhos a me ver chegar, imaginava-te de braços abertos, ansiosa pela minha chegada. Queria poder estar contigo em todos os momentos desta vida, queria beijar o teu rosto e abraçar bem forte o teu frágil corpo. Quis, mas não pude!