21 de novembro de 2010

Poesia: Jéssica, eterno encanto.

Poeta Tulio Rodrigues



                                       
A minha querida amiga, Jéssica!

Jéssica, meu eterno encanto!
Um encanto que o teu olhar me prende
pro beijo que busco tanto
para que o teu amor me atente.

Face de infantil agrado.
Em teus olhos a mocidade.
Poderás cantar de um beijo amado 
uma canção de plena suavidade

Tua figura é o que vejo 
em meus pensamentos.
Mesmo distante eu sonho
acariciar teus cabelos.

Há variedade de amor em tua aparência 
que expressa ternura, carinho e
sinceridade. És casta nesta divina inocência.

Como não perceber o teu sorriso,
o vento que te cobre saudosa
na noite fria e luminosa?
Eu, com meus olhos pasmados, brigo!

És o jardim de perfeição em flores,
és o completo amor de lábios brilhantes,
onde se encontra o meigo e angélico semblante
que reflete mil raios de cores.

És a paixão, o recato, a nova saudade
de meu coração em pranto.
Apaixonado, chamo-te:
- Jéssica, meu amor, meu eterno encanto!

Tulio Rodrigues

Publicado em meu segundo livro solo, o "Versos imaturos" lançado dia 11 de novembro no evento "Música com poesia".