30 de agosto de 2010

Poesia: Poética da Ascenção

Poeta Tulio Rodrigues
Nasci pra confundir os sábios,
nasci pra ser poeta!
Sou filho das estrelas,
primo da lua.

Nasci pra ser líder,
vencedor das esfinges,
elucidador dos confusos.
O meu nome? Tulio!

Autor: Tulio Rodrigues

Soneto a Beatriz Costa Ribeiro



A tempestade o céu já encobria 
E deixava a paisagem por um triz. 
Ninguém dizia o que todo mundo diz 
Que não me resta nada como o dia. 

Chorava por estar muito feliz, 
Tanto que minha lágrima escorria 
E ao terminar aquela alva poesia 
Eu a dediquei só pra ti, Beatriz. 

E dediquei também uma cantiga, 
Aquelas do passado, a mais antiga 
Que sempre diz não para a despedida!

Quero que saibas por toda essa vida
Que nunca haverá coisa mais linda 
Além de ti que és sempre bem-vinda! 

Autor: Tulio Rodrigues